Skip to content

LGPD NO RH: ESTRATÉGIAS ADEQUADAS NA ROTINA DO DEPARTAMENTO

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

O departamento de Recursos Humanos das organizações é um dos mais afetados pela LGPD, uma vez que neste setor há um amplo tratamento de dados pessoais, como os dados bancários dos colaboradores para o pagamento das remunerações, os coletados através de currículos para preenchimentos de vagas, os fornecidos às seguradoras de saúde, aos sindicatos e à Secretaria de Trabalho, entre outros compartilhamentos rotineiros.

Dessa forma, a lei exige um olhar atento e adequado ao dia a dia de trabalho, sendo fundamental que os profissionais do setor conheçam os principais pontos da LGPD.

A tecnologia é outra aliada imprescindível para ampliar a segurança na gestão e no tratamento de dados pessoais no setor de Recursos Humanos, sendo recomendado que as empresas utilizem de controles de segurança da informação, como a criptografa, backups, VPNs e os antivírus.

Por isso, um alinhamento tecnológico conjuntamente com o TI é necessário, mas apenas isso não é suficiente. As atividades rotineiras precisam do comprometimento do jurídico; caso não tenha um departamento interno, procure uma consultoria especializada em LGPD.

Em resumo, uma atuação forense técnica possibilitará maior segurança na implementação de um programa de gestão de dados pessoais, adequação dos processos e adoção de boas práticas no âmbito dos Recursos Humanos das empresas.

O processo de conformidade com a lei pode parecer complexo, mas inicia com boas ferramentas, profissionais engajados de diferentes departamentos, com a verificação de vulnerabilidades e estratégias adequadas para contê-las e o envolvimento da alta liderança. 

Caso não tenha um departamento interno, procure uma consultoria jurídica especializada, garantindo que a empresa tenha um maior alinhamento e esteja em conformidade com a lei.